sábado, 21 de abril de 2018

O Benfica tinha um plano para roubar o Porto

O pasquim oficioso andrade, "o nojo" traz hoje à capa o título "Dono Disto Tudo", ilustrado com uma foto de Luís Filipe Vieira e um conjunto de alegadas citações, relativas ao plano maquiavélico do Benfica:

                                     


"Trazer a sede da Liga para Lisboa"

"Ofertas personalizadas (...) a juízes, deputados, autarcas, etc"

"Retirar dividendos dos apoios (aos clubes da capital)"

"Aumentar influência nos órgãos de poder federativo"

"Colocar treinadores na formação da FPF"

"Emprestar jogadores, impondo treinadores"


"Águias queriam "reforçar" opinadores: pessoas com carisma e alinhadas"

"Previsto departamento para investigar adversários"

"Votações telefónicas na televisão eram manipuladas"


Ora, assim de repente, a primeira conclusão que me vem à cabeça foi: O BENFICA TINHA UM PLANO PARA ROUBAR O PORTO!

Conseguiu ? Não me parece, senão vejamos os factos:

- O Porto tinha um plano para levar a sede da Liga para a cidade do Porto e conseguiu, onde ainda hoje se mantém, pelo que foi mais um falhanço no plano do Benfica.

- O plano sobre "Ofertas personalizadas (...) a juízes, deputados, autarcas, etc", não refere se essas ofertas incluem conselhos matrimoniais a árbitros de futebol dados por esse grande especialista em mulheres, Pinto da Costa. Não se sabe se Luís Filipe Vieira terá aconselhado algum árbitro em sua casa nas vésperas de um jogo, mas sabe-se que continua casado com a sua esposa de muitos anos, pelo que, ainda que eventualmente possa ter frequentado o "Calor da Noite", nunca casou com nenhuma profissional do sexo dessas casas nocturnas...

Esse plano certamente tinha como referência o facto de um juiz portista ter impossibilitado o julgamento do maior caso de corrupção de que há memória no futebol português.
Ou terá tido como referência que um antigo presidente do Conselho de Disciplina da FPF (lá colocado pelo Porto) não tentou boicotar uma reunião onde o seu clube do coração iria ser condenado por corrupção. O plano tantava certamente imitar o controlo do Porto sobre uma boa parte da polícia, da justiça, dos juízes, dos tribunais, do serviço de estrangeiros, de advogados, de jornalistas na cidade do Porto, possibilitando a fuga para a Galiza de Pinto da Costa, ou a naturalização acelerada de jogadores.
O plano do Benfica tinha essas referências mas falhou cabalmente.

- Quanto ao "Retirar dividendos dos apoios (aos clubes da capital)", sendo dito desta forma, parece um crime hediondo! Afinal onde é que já se viu um qualquer clube querer retirar dividendos dos apoios aos clubes da sua cidade??? Crime lesa pátria! Mas mais uma falha no Plano maléfico do Benfica. Claramente esse "retirar de dividendos", continua a ser superiormente executado pelos andrades, como se vê semana após semana.

- O plano do Porto há mais de 30 anos foi "Aumentar influência nos órgãos de poder federativo". Conseguiu-o sobretudo no controlo da arbitragem, da disciplina e da justiça. Quem não se lembra que a AF do Porto não abdicava nunca de escolher quem mandava na arbitragem, deixando os despojos para as associações secundárias?? Claramente, mais uma vez, o plano do Benfica, também neste ponto, falhou! 

- O plano maquiavélico do Benfica, passava também por "Colocar treinadores na formação da FPF"... ora, basta ver quem eles são: Sub-21 - Rui Jorge (ex-Porto e Sporting); Sub-20 - José Oliveira (ex-Porto); Sub-19 - Hélio Sousa (ex-Setúbal); Sub-17 - Rui Bento (ex-Benfica e Sporting); Sub-16 - Emílio Peixe (ex-Sporting e Porto. Curta passagem pelo Benfica); Sub-15 - Filipe Ramos (ex-Sporting). Mais um rotundo falhanço no plano do Benfica!

- Por outro lado, o plano passava também por "Emprestar jogadores, impondo treinadores", imitando o que o Porto faz há mais de 30 anos (chegou a ter 14 jogadores emprestados ao Leça) e colocou nos adversários treinadores como Pedro Emanuel, Domingos ou Jorge Costa...
Ora quem olhe para os plantéis da 1ª liga percebe que, entre os 3 grandes, não há quem se possa rir muito dos outros no que diz respeito a jogadores. E no que diz respeito a treinadores ?
Dos 17 adversários do Benfica, apenas o Moreirense (Petit) e o Tondela (Pepa), têm treinadores com passado benfiquista. 
José Couceiro (Setúbal), José Peseiro (Guimarães), Luís Castro (Chaves) e Miguel Cardoso (Rio Ave), têm passado portista e Abel Ferreira (Braga) e o mesmo Couceiro (Setúbal) têm passado sportinguista. Assim, facilmente se conclui que também este ponto do plano foi um rotundo fracasso.

O "nojo" escreve ainda na primeira página que as "Águias queriam "reforçar" opinadores: pessoas com carisma e alinhadas". Escandaloso!!! Então neste paisinho da treta, à beira mar plantado, em que diariamente somos bombardeados em todos os canais e sobre todos os assuntos com comentadeiros parciais, lambe-botas, pró-sistema, o Benfica queria opinadores com carisma??? Não se admite!  

Quanto ao "Previsto departamento para investigar adversários", está visto que foi mais uma falha no plano. Afinal foram os dragartos que criaram um departamento para nos investigar e até aposto que o formalizaram no célebre encontro anti-Benfica, em Maio de 2017 (pré-tetra) tendo como protagonistas Nuno "pigmeu" Saraiva, Francisco "goebbels andrade" Marques e Manuel Tavares, que a partir daí lançaram a mais nojenta campanha que o país já viu.

Diz ainda o "nojo" que as "Votações telefónicas na televisão eram manipuladas". Fantástico! Surpreendente! Ninguém diria! O país está estupefacto! Num desporto em que o número de espectadores é manipulado no Estádio do Ladrão de 15 em 15 dias ainda há quem se surpreenda com "votações telefónicas" manipuladas... isso é para meninos...

O que o "jornal o nojo" não fala é da gravação de Bruno de Azevedo de Carvalho, gabando-se de estar na Àfrica do Sul e mesmo assim colocar o amigo e ex-colega de faculdade, Proença, na presidência da Liga.

Na mesma gravação onde se gaba de ter evitado que Vítor Pereira fosse nomeado para o Comité de Arbitragem da UEFA.

O mesmo jornal o nojo, de que Manuel Tavares foi director, não fala dos pequenos-almoços e família, promovidos por Bruno de Azevedo de Carvalho com jornalistas de vários órgãos de comunicação social.

O mesmo jornal "o nojo" que nunca fez capas com zandinguices, com a fruta e o café com leite, com os Guímaros, Calheiros, viagens pagas ao Brasil, com o GPS Pinto da Costa, os quinhentinhos, os Olegários, Martins dos Santos, António Costa, os 100 metros costas do Pratas, etc, etc.. o mesmo jornal que acha normal o número de nomeações de árbitros do Porto para os jogos do Benfica. O mesmo jornal que não faz primeiras páginas com as ameaças dos super ladrões a Soares Dias e a muitos outros vem mais uma vez, em conluio com o Grupo Cofina e a Impresa tentar conspurcar o nome do Glorioso.

O que essa comunicação social parcial e nojenta deveria ter escrito como manchete, para ter um pouco de credibilidade, seria: O BENFICA TINHA UM PLANO PARA ROUBAR O PORTO... MAS FALHOU EM TODA A LINHA

É que, como escrevia o poeta (António Aleixo), "para a mentira ser segura e atingir profundidade, deve trazer à mistura qualquer coisa de verdade..."


segunda-feira, 16 de abril de 2018

O jogo que espelha a época

Depois do jogo de ontem, podem-se tirar algumas conclusões que, na minha opinião, eram expectáveis há muito...

Estrutura

O desinvestimento na equipa de futebol (não obstante a contratação de 20 jogadores); a não substituição de 4 (quatro!!!) jogadores titulares; a arrogância e sobranceria que levou à perda de domínio dos andrades transferiu-se para a Luz, onde se convenceram que é a "estrutura" que ganha campeonatos. A época demonstrou exactamente o contrário: não só a estrutura não ganha, como a sobranceria e arrogância normalmente dão maus resultados...

Treinador

O professor, vencedor do tri e do tetra, fruto de um alinhamento invulgar dos planetas, foi vivendo das individualidades que abundavam na Luz e que iam resolvendo os jogos ao mesmo tempo que os adversários iam dando tiros (de bazuca) nos pés.

Ora, a sangria dessas individualidades nas últimas duas épocas, depauperou irremediavelmente o plantel e deixou nos pés de Jonas a solução para todos os problemas. 





A baliza foi sempre um problema. A defesa nunca deu grandes garantias, nem estabilidade. O meio-campo, não obstante o monstro Fejsa e os aparecimentos, quase por acaso, de Krovinovic (que nem inscrito foi na Liga dos Campeões) e de Zivkovic (que esteve com guia de marcha e alternou entre o banco e a bancada na primeira parte da época), foram disfarçando o inevitável... 

Na frente de ataque faltou sempre Mitroglou. O tal grego que impunha respeito aos adversários e que tinha um dom para marcar aos grandes, que foi despachado para Marselha a troco de uns trocos e que segundo Vieira na última Assembleia Geral ia passar muito tempo na bancada... Sobrou Jonas, que não é em pode ser omnipresente e apareceu o bombeiro do costume, Raúl, curto para as necessidades... 

Os jogos fora foram sempre um suplício, sempre sem agressividade, sem chama, com um futebol (e resultados) sofríveis.

Ontem, mais do mesmo. É uma verdade de La Palice e ontem voltou a acontecer: quem joga para o empate, fica sempre mais perto de perder.

Em 3 anos, 6 jogos com os andrades, zero vitórias. Com os lagartos, duas vitórias em 7 jogos. É isto e não dá para mais...

O professor personifica na perfeição a voz do dono. Pode ser um treinador à medida de Vieira, mas nunca será um treinador à medida do Benfica.

Uma época desastrosa que não encaixa numa alegada hegemonia, que como se vê não passou de uma ilusão. A eliminação nas Taças e sobretudo a pior campanha de sempre na Liga dos Campeões, põem a nu outra verdade de La Palice: o pior cego é aquele que não quer ver...

Nomeações 

A época fica também marcada pelas nomeações do pai do atleta do Sporting, Fontelas Gomes. Nomeações cirúrgicas para garantir que, se algo falhasse dentro das 4 linhas, haveria sempre um apito amigo a segurar os dragartos e a empurrar o Benfica para baixo. A esmagadora maioria dos árbitros nomeados para os nossos jogos são do Porto. Os dragartos tiveram sempre a mão amiga dentro de campo e fora de campo (VAR).

Arbitragem / Disciplina

A campanha dragarta para condicionar arbitragem (e disciplina) venceu em toda a linha. Na dúvida é contra o Benfica. Na dúvida é a favor dos dragartos. 

Tal como ontem, o resto da época foi assim. Valeu a pena a visita dos super ladrões a Soares Dias no Centro de Treinos dos árbitros na Maia. E valeram a pena as ameaças (sim, dos mesmos super ladrões) que recebeu esta semana no Norte Shopping dizendo-lhe que se não se portasse bem o filho podia aparecer com as pernas partidas. Soares Dias ontem protegeu o filho, como seria normal.

Na disciplina o sumaríssimo a Samaris não fez escola. Brahimi, Mini Pereira, Felipe, Soares, Battaglia, Coentrão, Coates entre tantos e tantos outros passaram impunes.

Campanha dragarta

A campanha mais suja que o país já viu deu frutos. Demonstrou assim que a imundice compensa. Uma comunicação social nojenta, uma federação e um liga inertes e cúmplices, tribunais e ministério público tomados pela clubite (e seguramente pelo untar de mãos). 

Esta época desportiva (e não apenas a futebolística) são a prova clara da célebre frase de Martin Luther King: "O que me assusta não são as acções e os gritos das pessoas más, mas a indiferença e o silêncio das pessoas boas".

O resultado está à vista: Enquanto outros festejarão o campeonato (e as taças) nos estádios, em casa, nos cafés e nas ruas, nós "festejaremos" a redução de dívida, o pagamento integral do estádio ou a construção de uma universidade no Seixal. São opções...

sábado, 7 de abril de 2018

Setúbal vs Benfica - Liga NOS - 29.ª Jornada.


Setúbal  1 *  2  Benfica
.
Árbitro: Luís Godinho ( AF Évora )
Árbitros assistentes: José Braga * Valter Rufo
Árbitro ( 4.º ): José Almeida
Delegados: Sérgio Ferreira * Faustino Santos
Observador: Andrelino Pena
Var/Avar: Hugo Miguel * Ricardo Santos

Transmissão: Sporttv1

Constituição das equipas:
.
V. Setúbal: Cristiano; Arnold, Yohan Tavares, Nuno Reis e Nuno Pinto; Semedo, Nenê Bonilha e Wallyson; André Pereira, Edinho e Costinha.

Suplentes do V. Setúbal: Trigueira, Podstawski, Pedrosa, Pedro Pinto, Emrah, Allef, Luís Felipe.

Costinha marcou o golo do Vitória.
.
Benfica: Varela; André Almeida, Rúben Dias, Jardel e Grimaldo; Fejsa, Pizzi e Zivkovic; Rafa, Raúl Jiménez e Cervi.

Suplentes do Benfica: Svilar, Luisão, Samaris,  Seferovic, Salvio e João Carvalho

Raúl Jimézes marcou os dois golos do Benfica.

Nota: Jonas, lesionou-se durante o aquecimento, sendo substituído por Raúl Jiménez.
.
Ai o meu coração. Isto é que é sofrer. Mais uma final ganha. Venha o Porto.
.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Ai agora já (têm nojo) ?

Andam os dragartos há anos a lançar suspeições (vouchers, emails e "jogos para perder" (mesmo ficando provado que 2 dos visados nem jogavam no clube)), sobre as vitórias do Glorioso sem que ninguém se tenha indignado. Sem que ninguém pensasse nas consequências para a "indústria futebol", para de repente as ondas de choque e indignação tomarem conta da actualidade no futebol português.

Bruno Azevedo de Carvalho ainda não terá percebido que foi comido de cebolada por Pinto da Costa que, sublinho, em quase 40 anos de alianças com um dos grandes de Lisboa nunca ficou a perder. 

Continua a debitar a cassete dos vouchers, dos emails e dos jogos para perder e ignora olimpicamente a bancada do #Estorilgate, e os golos "estranhos" com que os andrades têm ganho vários jogos (ao mesmo tempo, os andrades ignoram os enormes benefícios que o VAR veio trazer aos lagartos... ou não fosse Fontelas Gomes o ... homem do leme... 

Ignora também as invasões ao centro de estágio dos árbitros, talvez porque não tenha achado mal, logo agora que, segundo o próprio, "correu com o Vítor Pereira" e conseguiu pôr um peão como Fontelas Gomes, cujo filho joga no Sporting e é um dos que gostava de ver... a Catedral a "arder"...

E ainda há quem se admire de não haver árbitros portugueses no mundial??? Só se forem muito ingénuos...

Anos a fio a levar com a conversa da treta dos vouchers, dos emails, dos jogos para perder, numa estratégia concertada pelos dragartos para impedirem o Benfica de ser penta e ninguém se indignou. Nem jornalistas, nem comentadores, nem dirigentes, nem treinadores, nem Sindicato dos Jogadores.

Uma bancada sólida, invasão de campo e meia dúzia de golos suspeitos depois e afinal caiu o Carmo e a Trindade porque "andam a lançar o futebol na lama"! 



A sério??? Acordaram agora para a vida??? Andam a lançar o futebol na lama desde que tentam conspurcar o nome do Glorioso e os méritos do TETRA, seus imbecis! 

E, não digam a ninguém, mas tenho uma novidade: a lama com que tentam conspurcar o Benfica vai ser projectada em cima de todo o futebol português, que vai pagar (aliás já está a pagar) uma factura elevadíssima com reflexos durante muitos anos. Mas lá está, para os dragartos desde que o Benfica não ganhe estará tudo bem!

Por fim, nesta quadra pascal, não podia deixar de deixar uma palavra para o cátedratico, o mestre da táctica, Jorge Jesus. Tal como já aqui escrevi, quando tudo o resto falha, quando pomos em causa a fiabilidade de tudo o que acreditamos, temos sempre JJ a dar-nos esperança. Dali sabemos com o que podemos contar: Jesus não engana, falha sempre!

domingo, 1 de abril de 2018

ÚLTIMA HORA...BRONCA NO FUTEBOL PORTUGUÊS


Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, ameaça em comunicado, a FP Futebol, do seu clube do bolso, ressalvo do coração, abandonar o campeonato, se a Federação não anunciar o jogo com o Braga - 1 ...0 - como se tenha realizando hoje - dia das mentiras - e não ontem, ou então, que sejam, jogados mais 9 minutos, para além dos descontos regulamentares a fim do Sporting poder ganhar.
INACREDITÁVEL ...

sábado, 31 de março de 2018

Benfica vs Guimarães - Liga NOS - 28.ª Jornada.


Benfica 2 *  0  Guimarães
.
Árbitro: Carlos Xistra ( AF Castelo Branco )
Árbitros assistentes: Nuno Pereira * Miguel Aguiar
Árbitro ( 4.º ): António Nobre
Delegados: Abel Cutelo * Nuno Amaral
Observador: João Esteves
Var/Avar: Fábio Veríssimo * Pedro Felisberto

Transmissão: BTV ( Benfica tv )

Constituição das equipas:

Benfica: Varela; Almeida, Rúben Dias, Jardel, Grimaldo; Pizzi, Fejsa e Zivkovic; Rafa, Jonas e Cervi
.
Suplentes do Benfica: Svilar, Luisão, Samaris, João Carvalho, Salvio, Raúl Jiménez e Seferovic.

Marcou: Jonas, 45m (gp), 78m
.
V. Guimarães: Miguel Silva; João Aurélio, Jubal, Pedro Henrique, Konan; Wakaso e Rafael Miranda; Raphinha, Mattheus e Heldon; Sturgeon
.
Suplentes do Vitória: Miguel Aires, Moreno, Welthon, Hélder, Vigário, Estupiñan e Joseph Amoah.
.
Mais uma final, mais uma grande vitória. Com calma e determinação chegaremos ao Penta
Eu acredito
.

sexta-feira, 30 de março de 2018

Salvio e Rúben Dias convocados


Embora ainda não se saibam quem são os convocados do Benfica para o jogo de amanhã, a realizar no Estádio da Luz, às 18H15, com o V. de Guimarães, Rui Vitória, treinador do Glorioso, confirmou na conferencia de imprensa de ante-visão ao jogo que, Salvio e Rúben Dias - ambos saídos de lesões -  iam ser convocados

Um grande noticia para a família benfiquista.

O jogo será transmitido em directo pela Btv.

Força rapaziada, rumo ao PENTA.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Justiça azulada

Nas últimas semanas, as redes sociais tornaram públicos alguns almoços "suspeitos", desde logo entre o árbitro super-dragão Jorge Sousa e o Director dos andrades, Luís Gonçalves, ainda de Pinto da Costa com alguns empresários de jogadores que depois, coincidentemente, cometeram erros graves contra o FC Porto e ainda do jornalista Paulo Garcia, moderador d´"O Dia Seguinte" com um dos cartilheiros (e cartilhistas) azuis (autor do Baluarte).

Muitos mais terá havido sem que se tivesse sabido.

Estes, que só são conhecidos, por via das redes sociais, foram olimpicamente ignorados pela comunicação social dragarta, obstinada em continuar a mais nojenta campanha contra uma instituição de que há memória em Portugal. 

Num momento em que essa comunicação social ao serviço dos dragartos (com os grupos cofina e impresa à cabeça) parou com os emails (sem ter conseguido identificar um único jogo que o Benfica tenha ganho por conta dos e-mails), entretêm-se agora a divulgar a conta-gotas pormenores de processos que estão em segredo de justiça.

Portanto, a ver se nos entendemos:

- a mesma imprensa que tem atacado o Benfica por, alegadamente, violar o segredo de justiça é a mesma que, semana após semana, dia após dia, tem violado o segredo de justiça... extraordinário ou não fosse este país... uma república das (e de) bananas!

- a mesma justiça (Ministério Público e Tribunais) que descobriu diligentemente uma alegada toupeira do Benfica na justiça não consegue descobrir desde há anos a esta parte, as toupeiras do Porto (já se esqueceram da fuga de Pinto da Costa para a Galiza), ou as toupeiras do correio da manhã (grupo cofina) ou do expresso (grupo impresa)!

É caso para dizer que a parcialidade da justiça portuguesa só tem paralelo na parcialidade dos jornalistas tugas!

Hoje foi conhecida também a notícia de que o Tribunal de Pequena Instância (do Porto, curiosamente) absolveu o orador de conferências - dr macaco, símio incapaz de cantarolar o cântico alusivo à tragédia da Chapecoense.

Quem lê isto, não se surpreenderá certamente se esse mesmo tribunal disser que o dr. símio é incapaz de, de megafone em punho, insultar o guarda-redes do Paços de Ferreira, concluindo tratar-se antes de uma ilusão auditiva colectiva...

E não se surpreendam se esse mesmo tribunal disser que estas declarações de incitamento ao ódio ao Benfica ... não passam de alucinação colectiva....



Este criminoso doutorado passa impunemente e com direito a tempo de antena no cada vez mais nojento "jornalismo" tuga.

Hoje soube-se também de mais uma absolvição azulada, por parte do Tribunal da Relação do Porto ao processo a Pinto da Costa e Antero Henrique no processo denominado "Operação Fénix".

Está pois, cada vez mais visível, o regresso dos tempos do Apito Dourado (dentro e fora de campo, sem escutas, mas com muitas assistências para golo por parte dos adversários)

A propósito do Apito Dourado, importa recuperar as recentes declarações da Procuradora Maria José Morgado, a propósito da condução desse processo:


Portanto um "magistrado sozinho lá para norte...", como isto explica tanta, mas tanta coisa!

Nos últimos tempos assistimos ao #Estorilgate sem que os lagartos tivessem esboçado uma crítica.

Assistimos aos golos oferecidos mais esquisitos de que há memória, conforme podemos ver aqui: 


- ele foi a oferta de Mano no jogo da 1ª jornada com o Estoril (quando ainda estava 0-0) - https://www.vsports.pt/vod/37560/m/361770/vsports/a1aaf8d6ffd85664ed49d4ba858c3c65

- ele foi a oferta de Sulley na vitória por 1-0 contra o Tondela - https://www.vsports.pt/vod/41239/m/361933/vsports/23276c7cc1f1f5080329344395e9acc3

- ele foi a oferta de Cássio no 1º golo contra o Rio Ave - https://www.vsports.pt/vod/42090/m/361970/vsports/3a52665e531b24a4748d61ba4c72b15f

e agora foi também a oferta do guarda-redes Vagner (curiosamente ex-Estoril), para o 2-0 que tranquilizou os andrades -                                                                                     https://www.vsports.pt/vod/42904/m/362001/vsports/4688621469643135807208c3c6d9b33f

Estranho, ou talvez não, é o silêncio dos lagartos (também eles com a sua dose de benefícios escandalosos) que acaba por demonstrar a sua cumplicidade com a estratégia dos andrades e deixar claro que, mais importante que os lagartos ganharem é o Benfica perder (até nisso somos incomparavelmente o MAIOR clube do Mundo!).

Resta-nos assim, na palhaçada de país em que nos tornámos, continuar a lutar contra dragartos, comunicação social, tribunais, ministério público, clubes amigos do adversário, e deixar a pele em campo para atingirmos o objectivo supremo: o PENTA!


quarta-feira, 14 de março de 2018

As E-toupeiras estão no Porto, pelo menos assim reza a história daquele clube.


Mas como é possível este individuo falar assim referindo-se ao Benfica? Será que pensa ou imagina que os benfiquistas não sabem da sua história como presidente do Porto? As escutas, os quinhentinhos, os conselhos matrimoniais, as putas como sobremesa para os árbitros, fugas para Espanha, etc etc etc. É preciso ser mesmo cara de pau e não ter vergonha nenhuma


«Não podemos ligar ao que dizem, até já ouvi por aí uns `zunzuns` que nós tomamos coisas para correr... Talvez as pessoas não tenham a noção do que trabalhamos todos os dias e da exigência que o mister nos coloca», disse o médio Sérgio Oliveira, em entrevista à revista Dragões (Abola)

Sérgio Oliveira deve saber deste video que se reproduz abaixo.


"Estória" triste da passagem por um clube triste.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...