quarta-feira, 23 de agosto de 2017

A Ornelas espalhou-se.


A nova primeira-dama do çeportém,  Mestrada Joana Ornelas, meteu-se por caminhos esverdeados na defesa da sua tese, escrevendo hinos e odes ao clube cujas camisolas são da cor do ranho.
Escreve a moçoila que na UEFA o çepórtem anda em lugares cimeiros no que de presenças diz respeito, e proclama uivante que o seu querido çeportém está logo atrás dos colossos Real Madrid e Barcelona.
Acontece que temos no nosso quartel uma sentinela que nunca dorme em serviço.
O nome do mancebo é um tal Alberto Miguéns...não sei se conhecem... nem precisa de usar binóculos lá do alto da serra, para observar com olhos de Águia, todo o espaço desportivo  deste rectângulo.
E que responde este sentinela sempre alerta à distintíssina Mestrada esverdeada?
Diz-lhe para rever o seu Mestrado que foi feito de óculos esverdeados e desfocados.
Eis a verdade dos factos;
Em primeiro Lugar está o Real Madrid, 60 presenças
Em segundo o Barcelona, 59 
Em terceiro o Anderlecht, 57 
Em quarto lugar o GLORIOSO, 56 
E em 5º. lugar o Çeportém com as mesmas 56 presenças.
Presunção e água benta cada um toma a que quer...

 Leiam toda a prosa do Miguéns;
http://em-defesa-do-benfica.blogspot.com/

Desviado o avião do Çeportém ?

Sporting chegou à Roménia na segunda-feira, mas nas redes sociais não acertou no país...

O Sporting está na Roménia, onde amanhã, quarta-feira, joga com o Steaua a passagem à fase de grupos da Liga dos Campeões.
A comitiva leonina chegou segunda-feira a Bucareste e assinalou o momento nas redes sociais.

Uma gaffe, todavia, virou notícia. "Já em Budapeste", escreveu o Sporting no Twitter.

Ora, Budapeste é na Hungria, um país que tem mantido com a Roménia alguns conflitos territoriais, como a questão da Transilvânia.
 
(O Jogo)
                            
                                                   

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Será que o árbitro Jorge Sousa tem moral para expulsar um jogador por palavras menos correctas a si dirigidas?



Dizem que Jorge Sousa era/é um dos melhores árbitros portugueses. Para mim não é. Nem como árbitro nem como personalidade que, dentro do campo, e é sobre esse factor que me refiro, o mostra ser. A imprensa no seu todo, tudo tem feito, para desvalorizar as palavras e a acção de Jorge Sousa. Será que desvalorizavam se fosse um jogador a falar assim para o árbitro Jorge Sousa? O que acontecia a esse jogador no imediato?

Que moral tem este árbitro para num futuro jogo expulsar um jogador por palavras menos próprias, por esse, dirigidas a si?
Será que este árbitro tem condições para se fazer respeitar pelos jogadores em campo?

Na minha modesta opinião não tem. Sei que não se deve "pendurar" uma pessoa numa árvore só porque apareceu uma corda. Mas a verdade é que cada caso é um caso e este caso ainda vai dar muito que falar mormente se houver, que vai haver, uma expulsão ordenada por si, a um jogador que tenha uma linguagem menos correcta para consigo.

Aguardemos serenamente.
.

sábado, 19 de agosto de 2017

Benfica vs Belenenses - Liga NOS - 3.ª Jornada

..............................
Benfica  5 * 0 Belenenses
.
Local: Estádio da Luz - Lisboa - Portugal
Árbitro: Rui Costa (AF Porto )
Árbitros assistentes: Tiago Costa * João Bessa Silva
Árbitro ( 4.º ): Cláudio Pereira
Video-árbitro: (VAR): Vasco Moreira Santos * Pedro Fernandes
Observador: Natálio Silva
Delegados: João Formosinho * Fernando Silva
.
Constituição das equipas:
.
BENFICA: Varela; André Almeida, Luisão, Jardel, Eliseu; Filipe Augusto; Salvio, Pizzi, Cervi; Jonas e Seferovic.

Suplentes: Paulo Lopes, Lisandro, Raúl Jiménez, Rafa, Chrien, Diogo Gonçalves e João Carvalho

Marcaram: Jonas, 2m, 90 m, 90+2,  Salvio 28m : Seferovic, 33m
.
BELENENSES: Muriel; Sasso, Gonçalo Silva e Nuno Tomás; André Geraldes, André Sousa, Yebda, Chaby e Florent; Diogo Viana e Roni

Suplentes: Filipe Mendes, Persson, Tandjigora, Jesús Hernández, Maurides, Pereirinha e Cleylton
.
Bom jogo, Venha o próximo. Este já é passado.
.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

ENGENHARIA FINANCEIRA NO FUTEBOL


Inovação é uma coisa incrível e disto percebo eu que sou BARBEIRO !!!

Viram como foi o modelo financeiro da compra do Neymar pelo PSG??

Básicamente o PSG não poderia comprar o Neymar por causa das regras do Fair Play Financeiro , que impõem um tecto máximo ao valor do plantel principal do clube.

O Neymar tinha uma cláusula de 222 milhões de euros, então assinou um contracto de prestação de serviço com o Fundo Soberano do Qatar.

Com isso o Fundo Soberano do Qatar emprestou ao Neymar 222 milhões de Euros, e os representantes do Neymar foram entregar um cheque de 222 milhões de Euros ao Barcelona, comprando assim o Neymar o seu próprio passe de jogador.

O Fundo Soberano do Qatar sendo dono do PSG, emprestou então o Neymar ao PSG para prestar serviços, sendo o PSG apenas responsável por pagar o salário do trabalhador do fundo, neste caso o jogador Neymar.
Com isso nas contas do PSG ficam apenas registados 20 milhões, equivalente aos salários a pagar ao jogador/trabalhador do fundo.

 Nasser El-Khelaifi presidente do PSG e da Qatar Sports Investment disse: "Se reclamarem do Fair Play Financeiro, estamos em condições de comprar Messi, Ronaldo, e Suarez, para se Juntar ao Neymar"

Ahahahahhahaha💪💪💪
Money talks.

(post que encontrei na net de autor desconhecido)

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Estratégias de manipulação para totós

Desde o célebre encontro entre Francisco "goebbels andrade" Marques e Nuno "pigmeu" Saraiva num hotel de Lisboa a fim de tratarem de "assuntos relacionados com um jogo de andebol", rapidamente se percebeu qual seria a estratégia a seguir pelos dragartos, nem mais nem menos do que a assumpção pública da santa aliança.

É certo e sabido que o Benfica é o maior de Portugal. Tão certo como o segundo maior ser o anti-Benfica.

E para o demonstrar, aproveitando a pausa do jogo jogado e a entrada na silly season, todos os dias vemos demonstrações de andrades e lagartos que não se importam de perder se isso ajudar a que o Benfica não ganhe.

Por isso mesmo, a santa aliança não é surpresa para ninguém, afinal de contas o penta do Benfica certamente provocaria uma onda "pulsos cortados" pelo país fora em tons de azul e verde.

Temos então um contexto em que os andrades derreteram mais de 700 milhões de euros não se sabe bem onde (e não terá sido só em viagens, em fruta e em café com leite), estão debaixo da alçada do fair play financeiro e intervencionados pela UEFA.

Os lagartos, por outro lado, intervencionados há muito pela banca nacional, dona da Academia e para onde são canalizadas automaticamente uma parte das receitas com transferências de jogadores, e a caminho do terceiro ano seguido a somarem os maiores orçamentos da história, como aliás não podia deixar de ser tendo o catedrático como treinador, acumulando ao mesmo tempo insucessos desportivo e records negativos históricos (por ex: em 2015 quando o cérebro chegou estavam em 33º lugar no ranking europeu, hoje estão em 57º).

Desportivamente ambos a viverem nas ruas da amargura fruto dos insucessos próprios, qualquer um deles já com registos de jejuns históricos, mas sobretudo em crise pelo sucesso do Glorioso.

Qual é então a estratégia utilizada para tentarem evitar o penta ?

Podemos-lhe chamar: Estratégias de manipulação para totós

Dentro dessas estratégias, identificamos claramente:

1. A estratégia da distracção.
O elemento primordial do controlo social é a estratégia da distracção, que consiste em desviar a atenção do público alvo dos problemas importantes das organizações, mediante a técnica do dilúvio ou inundação de contínuas distracções e de informações irrelevantes com o objectivo de impedir que o público alvo se interesse pelos problemas internos essenciais, sejam no caso dos andrades o "desaparecimento misterioso" de mais de 700 milhões de euros, seja no caso dos lagartos na terceira época com investimentos record sem correspondência em resultados desportivos.

2. Criar problemas e depois oferecer soluções
Esse método também é denominado “problema-reacção-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” prevista para causar certa reacção no público a fim de que seja a "comunidade" a exigir a implementação das medidas que inicialmente se pretende que sejam implementadas.

Neste caso, pode-se dar como exemplo a campanha pelo vídeo-árbitro ou medidas de controlo sobre a arbitragem, os observadores, a disciplina ou a justiça, ora na FPF ora LPF, conforme der mais jeito aos dragartos. Ou até as alterações aos regulamentos, sendo que assumidamente foi o presidente lagarto que colocou o colega de faculdade na presidência da Liga.

3. A estratégia da gradualidade. 
Para fazer com que uma mensagem inaceitável passe a ser aceite, vai-se aplicando gradualmente, a conta-gotas, por semanas ou meses consecutivos.

Verificamos claramente que o goebbels andrade está a utilizar esta estratégia:

- Na primeira semana afirmou que a troca de e-mails era corrupção.

- Na semana seguinte mudou de opinião e passou a ser um esquema.

- Depois, mais contido (certamente porque lhe disseram que difamação é crime), passou para o “aqui há marosca”.

- Posteriormente as acusações de bruxaria e do recurso ao Messi da bruxaria: o general Nhaga.

- Ultimamente o cavalo de batalha passou a ser o ataque às claques ilegais do Benfica; sem que nunca se tenha percebido qual a diferença entre claques legais e ilegais. Afinal, os “legais” dragartos são uma escola do crime, como infelizmente muitas estações de serviço e outros comerciantes descobrem da pior maneira todas as semanas.

- Agora o Benfica até os partidos domina. Todos! Eu dos partidos não sei, mas não admito que digam que dominamos o Vaticano. Afinal o Papa, é deles (e que por lá continue por muitos anos, a enamorar-se de jovens no calor da noite).

4. Dirigir-se ao público como se fossem menores de idade.

A maior parte da propaganda dirigida ao grande público utiliza discursos, argumentos, personagens e entoação particularmente infantis, muitas vezes próximos da debilidade mental, como se o espectador fosse uma pessoa menor de idade ou portador de distúrbios mentais. Basta ver a comunicação protagonizada pelo goebbels andrade e pelo pigmeu lagarto, para se enquadrar neste ponto.

5. Utilizar o aspecto emocional mais do que a racionalidade. 
Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional e, finalmente, ao sentido crítico dos indivíduos. Por outro lado, a utilização do registo emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar ideias, desejos, medos e temores, compulsões ou induzir comportamentos…

A paixão pelos clubes enquadra-se, nuns casos mais, noutros menos, no domínio do irracional, sendo por isso terreno fértil para aplicar esta estratégia.

6. Manter o público na ignorância e na mediocridade.
 
Fazer com que o público seja incapaz de compreender os métodos utilizados para o seu controlo.

Bem sabemos que o futebol é um desporto de paixões, que desperta em nós o nosso lado mais irracional. No entanto também sabemos que esta campanha anti-Benfica só engana quem sofrer de acefalia. Quem aceita tudo aquilo que a comunicação dragarta diz, sem questionar, sem pensar.

Aí enquadra-se a massa adepta de base, mas não se enquadram certamente os órgãos de comunicação social, também eles parte integrante dos manipuladores, ou não fossem o goebbels andrade e o pigmeu ex-colegas no grupo Controlinveste (actual Global Media Group - jn, dn, o jogo, tsf, etc..., com ligações via Joaquim Oliveira ainda à sport tv e olivedesportos). Quanto ao grupo Cofina, basta falar em correio da manhã e está tudo dito. Essa máquina de manipulação estende-se até a jornais, em tempos cada vez mais longínquos, considerados de referência (com o expresso à cabeça).

A estratégia é clara, evitar o penta do Benfica, que seria a humilhação suprema dos dragartos e, sobretudo, retomar o controlo das estruturas do futebol português que tão bons resultados lhes trouxe durante mais de 30 anos (aos andrades, mas com a cumplicidade lagarta inerente ao Projecto Roquette).

Depois entre eles se verá qual será o "cordeiro" sacrificado, ainda que quem tenha o catedrático no banco esteja sempre mais perto de não ganhar.

Esta é uma oportunidade histórica de consolidação do domínio benfiquista que não se coaduna com amadorismos ou facilitismos.

É preciso que os benfiquistas estejam atentos, actuantes, interventivos e que sobretudo a "estrutura" não se deixe comer de "cebolada"...

A estratégia adoptada pelo goebbels andrade (e sempre estrategicamente alinhada com o pigmeu lagarto), resume-se no fundo a uma frase do Goebbels original: "Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade"...

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Há coisas que o Tempo destapa.

Em 6/6/2012 o grande jornalista Afonso Melo escrevia isto. Até hoje ninguém respondeu, mas os resultados estão à vista para as bandas de Contumil.
-----------------

Desconhecemos se RM ( Rui Moreira) porventura esperaria que a opinião pública tecesse loas à «veia negocial» do «grande timoneiro», propalasse os «grandes negócios» do mestre futeboleiro cá do burgo, e não questionasse onde estão os 31,5M de Anderson, 20,5M de Bosingwa, 20M de Paulo Ferreira, 13M de Raul Meireles, 30M de Ricardo Carvalho, 30M de Pepe, 24M de Lisandro, 19M de Lucho, 24,6M de Ricardo Quaresma, os 22M de Bruno Alves, ou todas as receitas da UEFA ao longo das últimas décadas, nas quais o FC Porto tem vindo a ser presença assídua. Contudo o amanhã é uma inevitabilidade, e a lei da rolha poderá não ser a resposta.

 Até porque o passivo do Benfica, sendo uma realidade insofismável, compreende-se como se foi avolumando - «o dinheiro deixa rasto».
Já o do FC Porto, com os favores políticos via-Olival e a renda mixuruca que não constitui particularmente uma despesa, ademais benesses dadas na construção do Estádio do Dragão, é um exercício mais rebuscado e que merece alguma atenção.

 Se segundo o próprio Tribunal de Contas a «estrutura de sonho» recebeu 137,6 Milhões de euros de apoios directos e 88,4 Milhões de euros de apoios indirectos (o que perfaz um total de 226 Milhões de euros), já para não falar da diferença entre o projectado custo do Estádio do Dragão para os cofres do FC Porto - 123,3 Milhões de euros, e os valores despendidos - 98 Milhões de euros, diferença que evidentemente não será alheia à Metro do Porto (empresa de capitais públicos) e o pagamento das fundações do Estádio do Dragão por via de ser ter construído nessa altura o Terminal do Dragão.

Assim, se nós - contribuintes - pagámos qualquer coisa como 137,6 Milhões de euros em Apoios Directos por parte do Estado, 88,4 Milhões de euros por Apoios Indirectos por parte da C. M. Porto, 28,5 Milhões de euros por Apoios Ocultados por parte da C. M. Porto, e ainda 25 Milhões de euros por Apoios por parte da Metro do Porto, totalizando a módica quantia de 279,5 Milhões de euros, pelo menos seria de bom tom perceber o resto, para podermos todos ficar descansados... ou preocupados.

Que as vitórias não nos toldem o discernimento

Depois de uma pré-época fraquinha, o Benfica entrou nos jogos a sério como lhe competia: a vencer.

Muitos dirão: a vencer e a convencer. 

A mim parece-me que é mais: a vencer, com evidentes fragilidades em todos os jogos.

É certo que se pode argumentar que ainda estamos numa fase muito inicial da época, que os processos (se é que eles existem, para lá da fé no talento dos nossos virtuosos) ainda não estão assimilados, etc..., etc...

Mas é bom que os benfiquistas, sobretudo os que integram a tal "estrutura" e têm o poder e a obrigação de decidir, não se iludam com estas vitórias e corrijam efectivamente as lacunas existentes, concretamente na linha defensiva.

Está à vista de todos, que são precisos três jogadores feitos: um guarda-redes, um defesa-central e um lateral-direito.

Sublinho: feitos! Miúdos com potencial temos nós com fartura. Precisamos de jogadores que com 24/25 anos (no caso do guarda-redes, um pouco mais) possam entrar de caras na equipa!

Ninguém compreenderá que, tendo realizado vendas de mais de 100 milhões de euros, não se invista 10 ou 15% desse valor para o reforço destas três posições.

Esse investimento é fulcral para podermos garantir uma equipa com condições para ganhar não só o penta, mas também as restantes competições nacionais e fazer uma figura digna nas competições europeias.

A época será longa e muito exigente, as lesões já começaram, sendo alguns dos jogadores clientes frequentes do departamento médico.

A "estrutura" habituou-nos a reagir, normalmente aos maus resultados de início de época, em cima do fecho do mercado, algumas vezes com contratações por valores acima dos 10 milhões e que nos fazem questionar: se era para gastar estes montantes porque não se investiu antecipadamente ? É que a teoria dominante é que se espera pelo fim do mercado à espera de oportunidades de negócio. 

Ora, aquilo que tenho visto não são oportunidades de negócio, são "fugas para a frente", tentativas de conter o descontentamento de sócios e adeptos perante os maus resultados iniciais.

Nesse sentido, estando nós já a meio de Agosto e somando só vitórias em jogos oficiais, é bom que não haja a tentação de achar que o que temos é suficiente.

Este é o campeonato mais importante de sempre e não pode haver facilitismos da nossa parte, muito menos num ano em que a santa aliança dragarta está a fazer tudo para que o Benfica não seja penta.

Sobre essa campanha suja dragarta, há pelo menos uma certeza: à medida que o campeonato for avançando a santa aliança vai ter tendência a desfazer-se, isto porque só um deles pode ganhar, o outro (pelo menos um deles) somará mais um ano de insucesso, entrando em risco de implosão, pelo que a dúvida maior é:

1-  ficarão os andrades pelo quinto ano consecutivo sem serem campeões, o que não acontece há mais de cinquenta anos (1964) e ao mesmo tempo fazendo uma espécie de justiça poética que é Pinto da Costa devolver o clube ao sítio de onde o retirou...

Ou, em alternativa:

2 - ficarão os lagartos pelo décimo-sexto ano consecutivo sem serem campeões, numa época em que fizeram all-in, apeoximando-se assim do seu jejum mais longo (82/2000)

Uma das duas acontecerá com toda a certeza, sendo que o que a "estrutura" do Benfica tem que fazer é criar todas as condições para acontecerem as duas!

Não podemos aceitar nada menos que isso, e por isso é tempo de fazer essa estrutura agir, e investir no plantel não só por causa do penta, mas sobretudo pelas novas condições de acesso à Liga dos Campeões.

P.S. - em apenas duas jornadas já se percebeu porque queriam tanto o vídeo-árbitro. 
Não era tanto pelos jogos do Benfica que continua a ser prejudicado como dantes (para já um penalty em cada jornada), era pelos seus próprios jogos, pois agora se o árbitro não os beneficiar, o vídeo-árbitro passa a estar de reserva para esse efeito! E funciona mesmo...

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Tantos sorrisos em lábios fechados ( Portistas e Sportinguistas )

......................

A minha homenagem a muitos amigos que ontem assistiam ao jogo Chaves - Benfica. Então cá vai .
..........................................................................................
Tantos sorrisos em lábios fechados
Quando o jogo na tv, viam
Alguns já abraçados
Cantavam, segurando copos vazios
Pensando muito encantados
Mais dois pontos foram alcançados
Esquecendo dores e calafrios
.
Aproximava-se o fim do jogo
E a música começou a tocar
A festa do 0-0 era talismã
Eram sorrisos e abraços,
Já nem existiam cansaços
Iam dançar até de manhã
.
Mas eis que um RAFA cruzou
E um canivete Suiço surgiu
Era o Seferovic que contente
Mostrava a toda aquela gente
Que o jogo ainda não acabou
E até o músico desfaleceu, caiu.
.
Partiram-se copos em agonia
E a cor feliz, ficou amarelada
Muitos estômagos cheios de azia
Os sorrisos desapareceram
Grita um: O Benfica marcou
E a festa logo aí terminou
Pois toda a gente ficou cansada
E os sorrisos, bem sei, onde os meteram.
.......

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

E-mails? Mostrem-me também os vossos....

Continuam as TVs, especialmente a CMTV manhosa, coadjuvados pelos paineleiros,  papagaios amestrados e os junta-letras que nos couberam em sorte, mais algumas mérdias fazendo coro, a bater na tecla dos tais e-mails.

Os paineleiros afectos aos dragartos tanto os do norte como do sul,  insistem que o Benfica devia vir a terreiro contrapor o que o Trakes insolvente vem arrotando.

Mas era só o que faltava!

O Glorioso só tem a fazer o que já fez. Apresentar o caso às autoridades judiciais, pelo pirataria informática de que foi alvo.

Só com a presença dos e-mails da dragartada,  é que se pode discutir esse tema com toda a sua plenitude.  Se já têm os meus, mostrem-me agora os vossos!

Sim...os e-mails dos sapoides e androides têm que vir também à luz do dia... até para haver equidade!

Será que no campeonato dos e-mails o Glorioso joga sozinho?   Têm medo de nos mostrarem os vossos?

Há por lá algo que não podemos saber?  É claro que há... até porque o fedor já chega a Portimão!



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...